segunda-feira, 16 de junho de 2008

ESCRITOS VAZIOS, MAS QUE FAZ BEM ESCREVER E LER.

Já é hora de postar alguma novidade aqui. E hoje resolvi dizer que estou bem. Isso não deve ser novidade e muito menos interessar ao leitor assíduo deste querido blog, mas eu peço um pouco de paciência comigo e que desprenda um pouquinho do seu tempo em ler esses escritos, pois quem sabe eles podem colaborar para que seu dia seja bem também.
Uma conversa sem nexo, sem intenção, embora intencionalmente excitante faz muito bem a nossa alma e ajuda a encararmos o mundo com um pouco mais de sonho.
O sonho pode não ser o perfeito, aliás sonhos costumam esvair-se das perfeições, basta ver quando alguns deles se concretizam. Semprem vem com um monte de realidade concreta que perde até a leveza gostosa que todo abstracionismo nos proporciona.
Eu sinto que quando converso com alguém, tipo olho no olho, meus sentidos abstratos se afloram (nossa eu adoro essa palavra!) e acabo vendo horizonte, ou melhor, vejo além do horizonte mesmo sem saber o que existe por lá. Talvez seja como Roberto Carlos canta "deve ter algum lugar bonito pra gente viver em paz", mas mesmo que ao contrário disso, haja somente a ilusão e um novo horizonte, admito que me faz bem isso e me faz um pouco mais feliz, mesmo que eu ainda pouco saiba o que vem a ser a felicidade.
É isso!