terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

QUEM É DA ROSEIRA, FAZ DA VIDA UM GRANDE CARNAVAL





Por Luizinho Brito

Roseira,
De onde surge a mais bela de todas as rosas.
São rosas de ouro, que nascem na vontade de brilhar;
Seduz pela vaidade, elevando os sentidos e emanando riquezas.
Se abrem, enfeitando o azul do céu como o sol da manhã.
E como mágica, alegram e iluminam na fé e na esperança
A vida de quem não se abate diante da guerra.
Sua cor rosa serve de inspiração para o amor e a felicidade

Roseira,
De onde surge o mais belo dos sons
O samba, que rega as rosas de ouro
Se faz ouvir como água da fonte que corre para a vida
Ecoam seu batuque e espalha seu canto igual sabiá
E no fascínio, acalmam e renovam as forças
Dos que não fogem à luta de matar vários leões por dia
E seu ritmo é a cadência da paz e da liberdade

Quem é dessa roseira
Também se faz rosa, de ouro.
Com alma azul e rosa, feito criança
E poetiza a vida, num grande carnaval.

2 comentários:

Carol Morais disse...

Que bacana teu espaço! Já sigo. Me segue também
abraços!

Geraldo Brito (Dado) disse...

Saudações e parabéns pelo blog!