quinta-feira, 9 de agosto de 2007

COOPER VIRTUAL

No cooper virtual que faço diariamente pelos mais variados blogs, inclusive nesses cujo link estão aí ao lado, procuro sempre dialogar com os blogueiros, mesmo que não seja através de comentários, mas reflito sobre o que dizem os amigos virtuais naqueles textos e tento subtrair desses escritos algum tipo de lição. E hoje especialmente, lendo um post chamado "Armazenamento de Frustrações", dentro do blog do meu grande amigo Mozart, percebi que é grande meu armário de frustrações, porque elas nuncam cessam e sempre cabem nesse armazenamento. Será que um dia ele não se esgotará, transbordará e se esvairá por aí? Eis abaixo a íntegra deste maravilhoso texto que está no blog "Arquivo de Idéias" do grande jornalista e filósofo Mozart:

"ARMAZENANDO FRUSTRAÇÕES"

Muito me espanta todas as tramas. Uma relíquia que ainda não há patente do desbravador, que com elevado esmero, capturou a perfeição em forma de mulher.Os gestos místicos, os olhares imperceptíveis, todas as faces subjacentes acossadas ao meu olhar tão incitante, mas travestido de puerilidade, que quer te alcançar. Estes meus olhos, tão astutos, tão malandros, tão sequazes do teu desfile ensandecente. Um cemitério de lembranças. Montagens e remontagens de cenas das quais nunca vimos. E insistíamos em modificar a iconografia de átimos raros que permanecem dormindo na memória.Mas tudo, que é tão pouco vivido, solidifica-se na redoma do indelével, inesquecível, indubitável.E aquilo que não se arriscou, aquilo que foi vetado pela incapacidade de transformar os desejos em fato consumado, ainda vive em um exíguo espaço de armazenar frustrações, do qual chamamos de "coração".