domingo, 12 de agosto de 2007

PENSAMENTO PERDIDO

Quando meu coração se aproximou de você
Tive que me afastar; esfriar, dizer não
Já que você mesmo quem dizia, eu não lhe convinha
Nossas maiores coincidências e confidências
Era da amizade e não do coração
Pra te preservar dentro de mim
Me afastei, corri, perdi o rumo
Fui na contramão da nossa construção
Até que a esperança me animou
Mas era ilusão, apenas ilusão
As conseqüências estavam dadas
Por ti querer bem e melhor é porque te perdi
Ou te joguei aos braços de alguém com maior sorte.