sábado, 1 de dezembro de 2007

DIA MUNDIAL DE COMBATE À AIDS

DIA MUNDIAL DE COMBATE À AIDS: EM PARCERIA COM SESC, PROGRAMA NACIONAL, UNAIDS E UNICEF, A AGÊNCIA AIDS REALIZARÁ AÇÕES EM SÃO PAULO E MOÇAMBIQUE 1º/12/2007 - 8h45

MAIS ARTE, MENOS AIDS NO SESC PINHEIROS: ENCONTRO COM VALÉRIA POLIZZI, EXPOSIÇÃO DO SALÃO DE HUMOR E AIDS E SHOW EM HOMENAGEM À CAZUZA FAZEM PARTE DAS ATIVIDADES

Um encontro com a escritora Valéria Polizzi, autora do livro “Depois Daquela Viagem”, marcará a abertura das ações a partir de 11 horas do dia Primeiro de Dezembro. O local onde Valéria vai falar sobre sua convivência com o vírus, será ornamentado com cartuns da exposição I FESTIVAL INTERNACIONAL DE HUMOR E DST/AIDS. À tarde, os jovens intérpretes e compositores Luiz Gayotto e Kléber Albuquerque se apresentarão no show “CAZUZA IN CONCERT”, lembrando as principais obras do cantor que morreu em decorrência da doença em 1990. Valéria Polizzi ganhou notoriedade com o livro Depois Daquela Viagem - Diário de Bordo de Uma Jovem que Aprendeu a Viver Com AIDS, lançado pela editora Ática e escrito dez anos após descobrir que contraiu o vírus HIV aos 16 anos, de seu primeiro namorado. Desde então, o livro vendeu mais de 94 mil cópias, em 18 edições, e Valéria virou colunista da revista Atrevida, voltada para o público feminino adolescente, e tem apresentado palestras sobre seu livro e como vive uma pessoa soropositiva. À convite do Programa Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde,chargistas e cartunistas participaram de um Festival de Humor. Eles criaram suas obras em torno do tema prevenção às DST/HIV. O resultado desta ação são 30 cartuns muito bem humorados e irreverentes que, através da imagem, chamam atenção do público para a questão da Aids sempre com um foco voltado para a prevenção e de maneira alegre e saudável.

Natural de Florianópolis, Luiz Gayotto é cantor, compositor, violinista e percussionista.Formado em música pela Unicamp, trilha sua carreira cantando e se apresentando em diferentes palcos da cidade e do país há 15 anos. Já Kléber Albuquerque estudou música na Fundação das Artes, em São Caetano. Depois fez a Universidade Livre de Música, em São Paulo. Fez canto na ULM. Estudou canto popular e canto erudito. Os dois jovens artistas interpretarão juntos grandes sucessos de Cazuza.

AS NOTÍCIAS QUE FIZERAM A HISTÓRIA DA SIDA EM MOÇAMBIQUE E NO BRASIL

O projeto aconteceu originalmente na capital paulista, com o apoio do jornal "O Estado de S.Paulo" no ano de 2005 e foi exposto no Conjunto Nacional. A partir daí, as cerca de 50 principais notícias que a mídia brasileira publicou sobre o assunto passaram a ser uma exposição itinerante que já percorreu cidades do interior e diferentes locais do estado. Agora, a cidade de Maputo será contemplada com uma exposição que vai reunir as principais notícias que a mídia moçambicana publicou sobre o tema e também a edição brasileira da questão. O jornalista Lucas Bonanno foi o responsável pela pesquisa no país africano. O evento vai acontecer no Centro de Estudos Brasileiros, com abertura marcada para o dia 4 de dezembro, em uma mesa redonda que reunirá ativistas e jornalistas daquele país, representantes de Agências Internacionais e a editora executiva da Agência Aids, que concebeu o evento envolvendo os dois países. As ações se tornaram possíveis com o apoio do Programa Nacional brasileiro, com o apoio do UNAIDS, UNICEF e Embaixada Brasileira em Moçambique. Durante a semana, estão programados dois workshops com profissionais de comunicação moçambicanos para incentivar a mídia local a abordar o tema com mais freqüência,com um olhar mais solidário e cidadão.

Redação Agência de Notícias da Aids