terça-feira, 22 de maio de 2007

SOBRE O AFASTAMENTO DE SILAS RONDEAU

Olá,
Abro o blog hoje acompanhando os desdobramentos da Operação Navalha e a possivel demissão ou licença do Ministro Silas Rondeau de Minas e Energia que poderá acontecer a qualquer momento, uma vez que seu nome está envolvido no escândalo do caso Gautama.
O ministro é acusado de receber propina no valor de R$100 mil da empresa Gautama, responsável pelo escândalo das licitações.
É salutar para o governo que o ministro peça demissão ou mesmo licença, conforme lhe tem aconselhado seu padrinho político José Sarney. Nem tanto por conta do fato, já que não existe até agora provas existenciais de que Silas Rondeau tenha recebido a tal propina, ainda é uma acusação frágil, como avalia o próprio governo. Mas o ministério de Minas e Energia é tido como estratégico para o PAC ( Programa de Aceleramento do Crescimento)e conforme informações divulgadas na imprensa, o ministro se encontra bastante abalado com a crise e sem condições emocionais de trabalho.
Esse afastamento do cargo, em nenhum momento pode ser entendido como uma culpa assumida ou fraqueza, mas sim, respeito a um projeto de governo que é de fundamental importância para o Brasil.